Escola de Verão

Oportunidade única para participar diretamente de pesquisa científica de ponta, conhecer Israel, se relacionar com jovens de vários países e com renomados cientistas.

A Escola de Verão do Instituto Weizmann (Dr. Bessie F. Lawrence International Summer Science Institute) é um programa anual do Weizmann Institute of Science em Rehovot, Israel. Participam deste programa cerca de 80 estudantes recém formados no segundo grau, provenientes de diversas partes do mundo.

Os participantes têm a oportunidade de adquirir experiência direta em pesquisa de ponta trabalhando em laboratórios e desenvolvendo projetos de investigação ao lado de profissionais.

O Brasil tem encaminhado alunos desde 1983 e o processo seletivo alcança alunos em todas as universidade brasileiras – de Norte ao Sul, de Leste a Oeste.

Os candidatos selecionados, dos mais de 2.000 avaliados, recebem bolsa integral (viagem, estadia e taxas de atividades) financiada pelo Grupo dos Amigos do Instituto Weizmann do Brasil. Duas vagas para o programa são preenchidas nas Feiras de Ciências do Brasil, que reúnem centenas de estudantes que mostram seus trabalhos científicos. Serão premiados com uma bolsa para a Escola de Verão do Weizmann um aluno das Feiras de Ciência – Mostratec (Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul) e um aluno da FEBRACE (Escola Politécnica da USP).

Há vagas que serão preenchidas mediante a seleção geral, divulgada no edital. Assim, alunos que têm interesse em se tornarem cientistas, desde muito jovens terão a fantástica oportunidade de inciar uma rede de contatos úteis para toda a vida, mostrando ao mundo a qualidade da formação brasileira e voltando para o Brasil com um enriquecimento científico e de vida extremamente valioso.

lab

Estudantes do programa têm à sua disposição laboratórios nas áreas de bioquímica, biologia, química, matemática, ciência da computação e física.  Além disso, têm a oportunidade de participar de seminários de pesquisa dados por pesquisadores experientes, e a oportunidade de apresentar seminários em assuntos de seu interesse.

Deserto

Após duas semanas de trabalho laboratorial, o grupo se desloca para trabalho de campo próximo ao Mar Morto, onde realiza no local estudos da biologia, geografia, história e arqueologia.

jerusalem

Durante o período de estágio há oportunidade de visitas a outras regiões do país,  atividades noturnas e de recreação.